Sociedade Gaúcha de Numismática

Artigos e Estudos

COMO DATAR AS CHINESAS?

COMO DATAR MOEDAS CHINESAS – Agora você poderá catalogar suas moedas.

Por BRUNO DINIZ

 

FOO-KIEN / 10 CASH – Local e Período: Império chinês – Província de Fujian (Fukien)

Data aproximada: 1901-1905 Acervo Diniz Numismática

 

Para muitos numismatas e colecionadores as moedas chinesas são um mistério e um obstáculo quase intransponível. Para que este mistério seja de fato resolvido e que não exista mais obstáculos entre você e suas moedas, trazemos neste artigo algumas informações que irão fazer você respirar mais aliviado e de fato poder catalogar corretamente suas peças em seu acervo numismático.

As moedas das províncias chinesas não tinham uma data como estamos acostumados a observar na maioria das moedas ocidentais. Podemos notar ao olharmos para outras culturas que existem períodos de tempo definidos desde um fato ocorrido até o seu fim. O inicio de um evento poderá marcar um momento como tempo zero em uma determinada sociedade. Este exemplo poder ser observado nas seguintes culturas:

– Islã: A partida de Maomé de Meca para Medina em 622 dC

– Budismo: A morte de Buda em 543 aC.

No calendário chinês não existe um sistema de datas como o nosso, também não há tempo zero como citado nos exemplos acima. O calendário chines consiste em ciclos, cada ciclo com duração de 60 anos. Este ciclo é chamado de ciclo sexagenário. O numeral “60” se destaca no sentido da extensão de seus divisores, eles são os seguintes: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 10, 12, 15, 20, 30 e 60.

Particularmente, tenho a opinião que os ciclos são contados até 60 anos por serem aproximadamente a expectativa da vida de um ser humano em civilizações orientais antigas.

Outro nome que podemos dar para o ciclo sexagenário é o ciclo ramificado, já que o sistema cronológico é baseado em dois tipos de contagem:

Um ciclo de 10 Celestes ou Celestes, e um ciclo de 12 Ramos Terrestres.

As hastes celestes são representadas pelas 10 colunas da tabela e os ramos terrestres são as 12 linhas horizontais da tabela. Metade das combinações não são usadas, porque elas têm paridade diferente. Portanto, o ciclo repete a cada (10 × 12) / 2 = 120/2 = 60 anos.

Os 12 Ramos Terrestres estão associados com os 12 signos do zodíaco Chinês (Rato, Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Cobra, Cavalo, Ovelha, Macaco, Galo, Cão e Porco), e os Troncos Celestes são associados aos Cinco. Elementos (madeira, fogo, terra, metal e água).

O ano é especificado por dois caracteres chineses no calendário chinês (veja a tabela à esquerda), na seguinte ordem:

Tenha em mente que a escrita chinesa é lida da direita para a esquerda. Esta regra é aplicável aos textos desta sociedade e consequentemente aplicado as moedas. O numeral verde no topo das células indica o número ordinal deste ou daquele ano gregoriano em um ciclo sexagenário. A tabela abrange os anos de 1830 dC a 2069 dC ou seja, 60 × 4 ou 240 anos. Lembre-se que o início do ano no calendário cíclico chinês não coincide com o do calendário gregoriano; tampouco depende de qualquer das datas do calendário gregoriano. Para ser mais preciso, o início do Ano Novo chinês depende da chegada da lua nova.

Exemplos de datas encontradas em moedas chinesas 

(as datas referem-se ao calendário cíclico chinês)

PRIMEIRO EXEMPLO – Há alguns lugares típicos nas antigas moedas das províncias chinesas onde os dois caracteres da data são especificados. Vamos começar com o lugar perto da borda da moeda. Em um alinhamento cruzado, mais ao centro do eixo horizontal da moeda:

Como especificado acima, os caracteres nas moedas são lidos da direita para a esquerda (# 1: , # 2: ), e a inscrição da data pode ser interpretada da seguinte forma: « », esta inscrição corresponde ao ano 1903 dC .

SEGUNDO EXEMPLO – O próximo lugar que observaremos a incidência de caracteres de data, será perto da borda da moeda, mais próximo ao topo e espaçados:

Os caracteres são: # 1: , # 2: , e a inscrição « » pode ser interpretada como 1906 AD.

TERCEIRO EXEMPLO – Outro local para a data é próximo da borda da moeda, na parte superior destacada na moeda e menos espaçados do que o exemplo anterior. Esta moeda está caracterizada de acordo com os caracteres chineses do nome do imperador:

A inscrição no topo da moeda também deve ser lida da direita para a esquerda; diz:

« », que significa: «Kwang Hsu, ano 1907».

Kwang Hsu (também escrito como Kuang-hsü ou Guangxu) foi o último imperador da dinastia Qing. O reinado formal de Kwang Hsu (1871-1908) durou de 1875 a 1908 dC. Kwang Hsu foi sucedido no trono Qing por seu sobrinho de 2 anos, Puyi. Mais tarde, de 1932 a 1945 dC, Puyi tornou-se o líder do estado fantoche Manchukuo (atualmente este território é chamado de Manchúria, e está localizado ao norte da China e foi ocupado pelos japoneses até o final da Segunda Guerra Mundial).

CURIOSIDADES

– Algumas moedas das primeiras décadas da República da China também foram datadas de acordo com o calendário cíclico sexagenário. Não confunda o periodo imperial chines com o período “republicano”.

Cingapura também cunhou moedas (comemorativas) que usam o ciclo sexagenário, estas moedas ficaram conhecidas como “gxseries”. O governo explica que a principal razão para isso é que Cingapura é um país que tem muitos chineses e possui a cultura da China incorporada ao seu território, também homenageia aqueles que vieram há muito tempo viver em Cingapura. A cunhagem destas moedas se tornou uma espécie de tributo à memória das tradições chinesas no país.

Referencias: CTM

Artigo original disponível neste link

Associe-se na Sociedade Gaúcha de Numismática. É fácil e rápido. Basta preencher o formulário on-line disponível aqui.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *