Sociedade Gaúcha de Numismática

Artigos e Estudos

Moedas para 2018 segundo o Bacen.

Previsão de emissão de moedas para 2018 e custo unitário

Por Sérgio Mendes

Ainda não vimos moedas da era 2018, mas, ao que parece, não teremos novidades quanto ao formato e ao prosseguimento da série atual no ano em curso. Segundo previsão retirada do site do Banco Central (Bacen), a produção será de:
5 centavos, 116.736.000 peças
10 centavos, 122.304.000
25 centavos, 54.528.000
50 centavos, 54.544.000
1 real, 75.264.000
O que perfaz 423.376.000 peças.
Na página em que há as emissões por ano, ainda não consta atualização para as moedas lançadas em 2018, apenas a cunhagem referente à era 2017.
O que nos chama a atenção é alto custo de fabricação das peças, que torna as moedas de 5, 10 e 25 centavos inviáveis. Abaixo, o custo unitário tirado do site do Bacen, em valores de dez/2016.
5 centavos: R$ 0,282
10 centavos: R$ 0,369
25 centavos: R$ 0,456
50 centavos: R$ 0,375
1 real: R$ 0,428
Ou seja, as únicas peças que se pagam são a de 50 centavos e a de 1 real; todas as outras já custam mais que seu valor de face: 5,6 vezes para a moeda de 5 centavos, 3,7 para a de 10 centavos e 1,8 para a de 25 centavos.
A moeda de 50 centavos já tem um custo de fabricação equivalente a 75% de seu valor facial; a de 1 real, 42,8%.
Os últimos dez anos viram uma escalada considerável no valor de fabricação.
Está clara a necessidade de reformulação do meio circulante metálico. Uma possibilidade seria a interrupção da produção da peça de 5 centavos; redução do módulo e da espessura e troca da liga para aço inox das peças de 10 e 25 centavos; redução da espessura da peça de 50 centavos; introdução de uma peça de 2 reais.
Certamente não veremos essas modificações este ano, por ser ano eleitoral, mas é algo que possivelmente o Conselho Monetário Nacional já cogita. Não é impossível que 2019 veja a terceira série do real.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *